RSS

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Maio, mês do Mergulho... Mergulho no Texto... Arrisca??

Como foi bom esse mergulho!!!! A oficina do TP4, unidades 15 e 16 foi muito sedutora. Promoveu a vivência de diversas situações de leitura e escrita. Iniciamos com a exibição de um vídeo lindo - “Capturar o Vento”  http://www.youtube.com/watch?v=-GSvpA8Vx0A  que envolveu a todos, especialmente quando foi feita a proposta de leitura em três níveis: o que vejo – leitura objetiva; o que penso – leitura inferencial e o que concluo – leitura avaliativa.
Os professores cursistas participaram ativamente desse momento, como também do momento seguinte, que foi uma rica reflexão sobre como anda a leitura em nossa escola. Indo mais fundo nesse mergulho, fizemos a leitura do texto “Por que meu aluno não lê?” de Ângela Kleiman, foi uma boa discussão que valeu especialmente pelo cursista reconhecer que, de um modo geral, a escola não tem sido uma boa promotora do gosto pela leitura. Nesse momento alguns cursistas salientaram as boas estratégias de leitura trabalhadas em nossas oficinas e que têm sido de grande valia em suas aulas. Esse estudo foi fundamentado ainda por slides com trechos de autoras especialistas no assunto, como Delia Lerner, Isabel Solé e Magda Soares.

As águas da leitura pareciam nos puxar para mais fundo ainda, aceitamos o desafio e a formação de grupos, bem como a proposta de leitura e produção de texto foram feitas a partir de pequenas imagens de livros retiradas dos catálogos das editoras e foram muito bem acolhidas pelo professor cursista, que analisou as atividades como significativas, principalmente porque fizeram uso de material interessante, de fácil acesso, e que quase sempre vai parar no lixo. Mais uma vez os professores elogiaram a dinâmica de formação de grupos que possibilita uma maior interação entre os cursistas. Na proposta de leitura e produção textuais os professores fizeram a leitura da capa do livro da sua fichinha, socializaram em grupo e cada grupo criou uma sinopse para uma das capas de livro dos seus componentes. O confronto das sinopses criadas pelos grupos com as sinopses originais, também retiradas dos catálogos, foi muito divertido e, além da diversão ainda nos proporcionou uma boa reflexão do quanto uma mesma capa (um mesmo texto) possibilita diversas leituras. Os professores demonstraram gostar muito da atividade, prometendo aplicá-la em suas escolas.

Arriscando um pouco mais fundo ainda, a análise das aulas do AAA foi um ponto alto em nossa oficina, não só por ser um momento em que exploramos a Matriz de Referência, reforçando a necessidade do desenvolvimento das diversas habilidades de leitura, mas, especialmente por abordar e explorar a importância da organização de sequências didáticas para o ensino de Língua Portuguesa.
Hora de emergir e trazer para a superfície todos os encantos desse passeio que tivemos nesta deliciosa manhã de sábado.
  Assim, os cursistas avaliaram a oficina e para não perdermos o tom de aventura da nossa manhã, fizemos a distribuição e leitura do texto "Caça" de Marta Medeiros, que nos convida a refletir sobre a verdadeira caçada que a leitura pode nos proporcionar.

1 comentários:

António Jesus Batalha disse...

Seu blog é óptimo,gostei dou-lhe meus parabéns.
Com votos de grandes vitórias.
PS. Se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais, faça-o de forma a que possa encontrar seu blog para segui-lo também.
Sou António Batalha.

Postar um comentário